10 DIREITOS DO CONSUMIDOR

Art. 6º, do Código de Defesa do Consumidor (CDC)
1. Proteção da vida e da saúde
Antes de comprar um produto ou utilizar um serviço você deve ser avisado, pelo fornecedor, dos possíveis riscos que podem oferecer à sua saúde ou segurança.
2. Educação para o consumo
Você tem o direito de receber orientação sobre o consumo adequado e correto dos produtos e serviços.
3. Liberdade de escolha de produtos e serviços
Você tem todo o direito de escolher o produto ou serviço que achar melhor.
4. Informação
Todo produto deve trazer informações claras sobre sua quantidade, peso, composição, preço, riscos que apresenta e sobre o modo de utilizá-lo. Antes de contratar um serviço você tem direito a todas as informações de que necessitar.
5. Proteção contra publicidade enganosa e abusiva
O consumidor tem o direito de exigir que tudo o que for anunciado seja cumprido. Se o que foi prometido no anúncio não for cumprido, o consumidor tem direito de cancelar o contrato e receber a devolução da quantia que havia pago. A publicidade enganosa e a abusiva são proibidas pelo Código de Defesa do Consumidor. São consideradas crime (art. 67, CDC).

CONSUMIDOR
6. Proteção contratual
Quando duas ou mais pessoas assinam um acordo ou um formulário com cláusulas pré-redigidas por uma delas, concluem um contrato, assumindo obrigações. O Código protege o consumidor quando as cláusulas do contrato não forem cumpridas ou quando forem prejudiciais ao consumidor. Neste caso, as cláusulas podem ser anuladas ou modificadas por um juiz. O contrato não obriga o consumidor caso este não tome conhecimento do que nele está escrito.
7. Indenização
Quando for prejudicado, o consumidor tem o direito de ser indenizado por quem lhe vendeu o produto ou lhe prestou o serviço, inclusive por danos morais.
8. Acesso à Justiça
O consumidor que tiver os seus direitos violados pode recorrer à Justiça e pedir ao juiz que determine ao fornecedor que eles sejam respeitados.
9. Facilitação da defesa dos seus direitos
O Código de Defesa do Consumidor facilitou a defesa dos direitos do consumidor, permitindo até mesmo que, em certos casos, seja invertido o ônus de provar os fatos.
10. Qualidade dos serviços públicos
Existem normas no Código de Defesa do Consumidor que asseguram a prestação de serviços públicos de qualidade, assim como o bom atendimento do consumidor pelos órgãos públicos ou empresas concessionárias desses serviços.

Leia mais

Porquê você deve se importar com uma sugestão.

Os sistemas de gestões de ideias surgiram nas empresas antes da segunda guerra mundial, mas só foram amplamente difundidos com a onda de Controle de Qualidade das últimas décadas. Os programas de gestões de ideias ganharam corpo a partir do momento que grandes empresas começaram a identificar a necessidade de buscar soluções inovadoras para as mais diversas situações e nos diversos departamentos da empresa, como por exemplo, um problema de produção, a necessidade de reduzir custo ou gerar ideias para desenvolver novos produtos. Passou-se a estimular as pessoas a pensarem de forma não convencional na avaliação dos problemas e na identificação de oportunidades de melhoria, buscando soluções inovadoras.

Hoje em dia todo mundo fala em inovação para reduzir custos, aumentar a satisfação do cliente, produtividade, geração de novos produtos, vendas etc. Mas inovação depende, para começar, de sugestões e ideias, as quais serão analisadas partindo da viabilidade de implementação. É importante diferenciar o que significa ter uma caixa de sugestão e um programa corporativo de gestão de ideias. Não se fala mais em caixa de sugestão, mas em programas estruturados e estratégicos de gestão de ideias, que é um assunto ainda emergente com enorme potencial para os negócios. Por que? Simplesmente porque depositar uma sugestão ou ideia em uma caixa, não vai resolver o problema. Será necessário ponderar sobre diversos aspectos antes mesmo de testar a ideia.

motivaçãoDiferentemente de uma simples caixa de sugestão, programas de sugestões ou gestão de ideias, podem envolver, entre outros aspectos: Leia mais

QUAL CONSTRUTOR DE SITES USAR?

Escolher Wix vs WordPress é uma escolha muito pessoal – WordPress é poderoso e flexível, mas também leva tempo para resolver através de todos os tutoriais e plugins para encontrar as ferramentas certas para ajudá-lo a construir um bom website.

A contratação de um desenvolvedor WordPress para a ajuda também é muito comum, mas o custo pode realmente adicionar acima ao longo de alguns anos. O processo de contratação pode ser estressante e tedioso, e um monte de vezes que você não vai saber o que você começa até que o desenvolvedor começa a trabalhar (depois de recolher antecipadamente o dinheiro / baixo pagamento de você). Além disso, quando WordPress atualiza sua plataforma, você pode precisar de contratar o contratante novamente para ter certeza de que o trabalho feito sob encomenda permanece compatível.

Com Wix, eles ajudá-lo a gerenciar todas as atualizações e suporte.Apesar de não ser tão flexível como WordPress, Wix faz toda a experiência de construção de website mais fácil e mais agradável (especialmente para os não-técnicos). Leia mais